Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Gafe

por Checa, em 24.04.13
Hoje a minha chefe queria dizer "posso tirar uma cópia?" mas o que lhe saiu foi "posso tirar um macaco?".
AHAHAHAH!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns a você - preparativos

por titi, em 24.04.13

Lá por casa, avizinha-se um aniversário e já andamos em grande azáfama com os preparativos. Principalmente o aniversariante..

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maratonas da manhã

por kika_70, em 24.04.13

Já vos tinha dito que ultimamente galgo pela cidade num exercício matutino que me dá algum gozo. Artilho-me com uns sapatos cómodos num misto de casual adaptado ao pseudo-formalismo de ferroviária  e penduro os fones. Lá vou eu… É frequente rir-me sozinha com as galhofadas do Ricardo Araújo Pereira ou do Markl. Chego ao trabalho esbaforida, depois de palmilhar a cidade, mas com sentido de missão cumprida: contabilizo logo as hipotéticas calorias que terei assassinado.

O meu trajeto alterna a Av. da República com Av. Almirante Reis. Dois eixos extruturantes da cidade e em tudo antagónicos. Desde logo, a fauna. Na primeira, os clássicos espécimes ilustrativos do sector terciário – nada a dizer…- na segunda o melting pot étnico e cultural que exemplifica como a nossa cidade também se aculturou a vivências tão díspares. À medida que descemos a profusão ganha dimensão e o clímax acontece no Martim Moniz, no Centro Comercial da Mouraria, esse templo do exotismo. (Titi, ainda te lembras quando percorríamos as lojas de revenda?...) Bom, mas se a Mouraria é uma espécie de catedral, o Rossio é a basílica da diversidade. A concentração por metro quadrado de amostras do continente africano é bem representativa. Vão surgindo pela manhã e por ali se fixam em grandes tertúlias mesmo à frente do Teatro. Adoro observar. Acho tão curioso que estas gentes se fixem na nossa Lisboa. Somos uma cidade cada vez mais cosmopolita, é verdade. 

Mas neste roteiro, o que me custa observar é o crescente número de sem abrigos. Gente perdida e sem réstia de dignidade, acamada em caixotes e sacos, sacudidos para os cantos. E penso sempre, mas sempre mesmo, que esta gente desafortunada teve certamente uma vida. Nesta observação, vem-me à cabeça o “Ai aguentam aguentam”…Sim, de facto, se pelos infortúnios inelutáveis desta vida, nos fosse suprimido o valor primordial da dignidade humana, pois com certeza que aguentaríamos, já sem capacidade de luta, vencidos, e entregues a um incondicional estado miserável de exclusão.  

Enfim, nestas minhas caminhadas lá vou refletindo sobre temas diversos, desde as camas que ficaram por fazer e do que faço ao jantar, até às questões mais metafísicas que me despertem outros níveis de consciência.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gostos, enfim...

por Checa, em 24.04.13

Tenho uma quase obsessão por mapas.

Se pensar bem tenho um na casa de banho, um em cada quarto dos meus filhos e mesmo assim ando sempre à procura de mais um.

Eis os que me despertaram curiosidade:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Pesquisa

Pesquisar no Blog  



Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D