Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Gratidão

por titi, em 03.01.13

Hoje acompanhei alguém muito próximo ao Hospital para uma consulta de certa especialidade onde tem sido regularmente avaliado. A primeira vez aconteceu há três anos, dois ou três dias antes do Natal e estragou-mo.

Passado este tempo, uma quantidade exaustiva de exames, orientação primorosa dos técnicos (médicos e não só), persistência, persistência, persistência, uma sorte de milagre e ... hoje fomos para a consulta cuja iminência antes me tirava o sono com muitos dias de antecedência como quem vai tratar de uma banalidade porque já sabemos que o prognóstico é o melhor possível.

O ambiente à volta é de depressão generalizada, o dinheiro é mais curto, o futuro uma incerteza mas na minha casa ele nunca pareceu tão radioso.

 

Tivesse eu podido adivinhar, no início do processo, que o rumo seria este e a muitos cabelinhos brancos teria sido poupada. Não é que tenha muitos mas de certeza que esta foi a razão de todos os que habitam na minha cabeleira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentimento de culpa

por Checa, em 03.01.13
Há dias que me sinto uma mãe de bosta (para não dizer de m***a).
Hoje custou-me imenso mandar o rapaz mais velho de regresso à escola. Faz-me pena que, tão pequeno, já tenha tantas obrigações, horários para cumprir, tantas horas fora de casa. Ele lá foi sem se queixar o que até me deixou algo surpreendida.
Fui buscá-lo assim que as aulas acabaram, às 16h (não sei como é que as outras mães conseguem lá estar a essa hora, eu estou porque ainda tenho horário reduzido à conta do mais novo). Chegados a casa, com o bebé a tiracolo, eis-me no stress habitual de querer fazer tudo, qual abelha obreira, arrumar roupas, fazer o jantar, dar banho, dar colo ao bebé que já começa a ficar manhoso e não fica mais que 1 minuto sozinho.
O F. queria jogar no iPad, mas eu decidida a cortar o vício durante a semana, não o deixei, que fosse brincar com um dos mil brinquedos que por ali jazem defuntos. O rapazola lá foi, pegou numa pista de robots que implica alguma perícia na montagem. Pediu-me ajuda e eu entre lençois para arrumar e chili a fermentar na bimby lá dei uma mãozinha. Passado pouco tempo lá fui eu aos meus afazeres e quando voltei à sala deparei-me com o F. sentado no sofá, com ar desolado e lágrimas a correrem-lhe pela cara: "não queres brincar comigo".
Aquilo caiu-me que nem uma bomba. É verdade que sempre perdida nos mil afazeres domésticos me esqueço que o primogénito precisa de atenção e de tempo a ele dedicado em exclusivo.
Senti-me uma reles duma mãe que não perde (ou ganha) 10 minutos para brincar aos robots, dinossauros ou o que for.
Resolução para 2013: chegar a casa e dedicar os primeiros momentos à brincadeira. Que se lixem as roupas nas gavetas ou o jantar.

(Para piorar o fim de tarde o chili ficou uma porcaria)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Testosterona no ar

por titi, em 03.01.13

Há uns dias, o meu sobrinho mais velho veio jantar a nossa casa. Delírio para ele e para os primos, claro. Ao jantar, todos impecáveis, aprumados, costas direitas, a comer tudo com preceito. Nada fazia prever o que vinha a seguir (só quem não conhecesse as peças!).

Ao serão, a barbárie instalou-se: começaram por se mascarar com o conteúdo do baú dos disfarces, piratas, polícias, aladinos. Depois, primo no andar de cima do beliche a receber os objectos sortidos que o primo a seguir lhe ia passando para serem atirados cá abaixo. Livros, copos de plástico da cozinha de brincar, os ditos disfarces, papéis rasgados tipo confetti esvoaçavam por todos os lados. Gargalhadinhas infantis mas já um bocadinho alarves soavam. Aproveitando a onda e a nossa tolerância ante o estado de sítio generalizado, o filho pequenino abria gavetas e atirava para fora calças, cuecas, sweat-shirts, sapatos, tudo aquilo a que conseguia deitar a mão. A situação foi mais ou menos controlada com a sugestão de irem todos para a sala fazer dinossauros de lego gigantes.

Eu, que estava com as costas todas empanadas, andei de rabo para o ar a tentar controlar os danos. Faz-lhes bem a possibilidade de uma dosezinha de loucura de vez em quando.

 

Quando, à chegada a casa, o meu sobrinho foi interrogado por mãe e avó sobre o jantar com os primos, disse muito animado ''aquilo foi um caos!''.

Autoria e outros dados (tags, etc)


calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Who's among us?




Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D