Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Códigos de família

por titi, em 22.11.12
O título deste post é roubado de um livro da Zélia Gattai, mulher do Jorge Amado, que li há uma data de anos. Independentemente da qualidade literária da autora - quanto a mim, muito pouca - achei logo na leitura do prefácio que a empreitada que ela se propunha estava condenada a falhar. Nesse livro, ela contava episódios engraçados da história da família (muito giro) e partilhava com os leitores private jokes, piadas íntimas, daquelas coisas que se dizem e só são compreendidas por quem esteve connosco na situação, por quem é muito íntimo e tem um longo passado comum. Mais ou menos como as autoras deste blog.

Bem, para pôr à prova a minha teoria de que tais historietas não têm piada nenhuma para quem está de fora do círculo dos suficientemente íntimos, vou contar uma passada com a minha mãe. Foi assim: o pequeno jardim da casa que os meus pais têm por estas bandas, é primorosamente cuidado por um rapaz da vizinhança. Jardineiro ocasional, é muito bem-educado, muito sério, tem circunstâncias familiares não muito fáceis e os meus pais têm, de facto, muito apreço pela dedicação e pela pessoa dele. Numa vez qualquer em que ele lá foi a casa resolver um assunto com o meu pai e receber o que lhe era devido pelo trabalho, a minha mãe, à despedida, fez questão de acrescentar ao pagamento um acréscimozito de gorjeta. Só que o rapaz não queria aceitar, que não era preciso, nem pensar. Não contava era com a persistência de aço da minha mãe que fez com ele como faz com as filhas e os sobrinhos nestas alturas. Enfiou-lhe a nota no bolso, ele tirou. Pôs-lhe a nota na mão, ele devolveu. Quando ele se pisgava do embaraço porta fora, a minha mãe foi atrás e conseguiu pôr a nota, muito dobradinha, no bolso do casaco do desgraçado. Exaurido, o rapaz rendeu-se, encolheu os ombros e largou a pérola que se segue:
"Bocê é lechada!".
E até aos dias de hoje, eu, a minha irmã e os nossos primos, quando a minha mãe é insistente em alguma questão, largamos o nosso "bocê é lechada".

E como esta, temos tantas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os gostos mudam

por chicafestarola, em 22.11.12

Estamos a chegar áquela fase do ano em que se vê Bolo-Rei por todo o lado.

Quando era pequena não gostava nada de bolo-rei. Os meus pais sempre gostaram e nós (eu e a minha irmã) não.

Desde há 3 ou 4 anos para cá que esta iguaria passou a ser um dos meus pecados na época natalícia. Não sie porquê mas agora ADOROOOO.

Os gostos mudam com a idade. Não haja dúvidas sobre isso.

Costumo comprar aqui perto do escritório, numa padaria, quentinho e trazer p/ aqui, fazendo as delícias dos colegas; mesmo daqueles que diziam não gostar nada. Como-se todo num instante.

Agora, todos os dias à hora do lanche, mando a boca: "e uma fatiazinha de bolo-rei, não vai não?" Mas, ninguém se «chega à frente» a ir comprar um.

Acho que vou hoje mesmo dar início às hostilidades e logo à tarde já trago um para cá. Bem quentinho, de preferência.

Huuummm...já me estava mesmo a petecer uma fatiazinha agora!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pastel de Chaves

por samicas, em 22.11.12

Quem não lê o Diário da República não sabe o que perde... Pura literatura!!!!

Ao nível da Teleculinária... Vejam, pois saiu hoje no DR, IIª série, Aviso nº 15568/2012:

 

"...Ao corte vertical, a massa apresenta um conjunto de lâminas muito

finas, o que confere ao pastel um aspeto finamente folhado. A porção

superior da massa apresenta uma cor amarelo -dourado que contrasta

com a porção inferior levemente humedecida e escurecida pelo picado

de carne. Numa posição central surge o recheio. Este apresenta um aspeto

heterogéneo resultante dos diversos ingredientes que o compõem,

sendo reconhecíveis pedaços de carne e de cebola. A coloração rosada

escurecida é característica da carne de vitela cozinhada.

Apresenta um sabor e aroma resultantes da fusão das características

do preparado de carne de vitela que é parcialmente transmitido à massa

folhada através dos sucos libertados durante a cozedura do pastel. Na

boca, a massa folhada é simultaneamente estaladiça, untuosa e fundente

e o recheio macio, untuoso, húmido e oloroso, sendo percetíveis os

sabores da carne, do azeite e da cebola..."

 

Tenho de exprimentar!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Who's among us?




Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D