Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Objectos sem os quais não

por titi, em 11.11.12

 

Não concebo ter de passar sem:

 

- Relógio, sempre. Adoro este que desejei durante mais de 10 anos em que tive montanhas de oportunidades de o comprar (não se arranjava em Portugal). Acabei por tê-lo como presente de Natal dos meus pais há 2 anos, depois de a minha irmã se ter fartado de labutar na net para o arranjar. Adoro-o, já disse?

 

- Escova de cabelo. Penteio-me montes de vezes por dia e só de saber que não tenho escova sinto-me logo despenteada.

 

- T-Shirt branca. No Verão (manga curta), no Inverno (manga comprida), deve ser o must have mais must do meu guarda-roupa.

 

- Telemóvel. Pelas mesmas razões de quase toda a gente. Ainda por cima passo parte do tempo longe de uma grande parte dos meus e o telemóvel é-me essencial para ter as amizades em dia. Tenho amigos que ficam chocados com a quantidade de vezes que me atraco ao telefone depois do horário de trabalho. Só com a minha mãe, devo falar umas 3 a 4 vezes por dia. Comprei um smartphone mas não o uso, mal tentei aprender apareceu uma mensagem no meu Facebook a dizer ''... now has Facebook on her Android'' e eu ganhei medo ao telefone, prefiro o meu Nokia básico mas excelente.

 

- Brincos e colares. Sinto-me despida sem eles.

 

- Computador. Uma extensão de mim, tenho lá tudo, tudo, tudo.

 

- Chá. Desde que comecei no nutricionista, viciei-me. Acordo a pensar no chá que vou beber e ando sempre com um copão atrás, tenho uma data deles (o da foto foi-me mandado dos Estados Unidos por uma nossa colega de blog). Neste momento ando fissurada no chá de gengibre.

 

- Baton de cieiro. Ôôô, importantíssimo, como a escova do cabelo.

 

- MP3. Comigo para todo o lado, a correr, a andar, nas longas viagens, ultimamente sobretudo com podcasts. Não há desculpa para se apanhar secas com a profusão de programas interessantes que há para ouvir.

 

- Revista ''Ler'' + ''Ipsilon'' (bem melhor quando era ''Y'') + livro (calhou ser este o que estava a acabar de ler no dia da foto). São coisas tão fundamentais, necessidade tão antiga que ficou no fim da lista por ser o item mais importante. Na verdade, tão importante que é melhor esmiuçar o assunto noutra altura, em outro post.

 

De maneiras que é assim.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frenesim

por ferroviária, em 11.11.12

Todas as reações que pululam à nossa volta têm a ver com o frenesim em que se vive e que não deixa tempo para refletir ou amadurecer o que quer que seja. Somos bombardeados constantemente com informação - boa, má, fiável, deturpada, encorajadora, deprimente, ... - que nos deixa, tantas vezes, em posições ambivalentes, pois não tendo (a maioria de nós) tempo para trabalhar essa informação, deixamo-nos ir nas correntes dos "opinadores" (agravado pelo facto de que hoje qualquer um opina),  moldados naturalmente pela nossa estrutura de percepção.

Quero com isto dizer que nos deviam deixar tempo para respirar (fundo) e assentar ideias.  Mudar de rumo não pode ser feito "à doida". Ontem tentavam-nos (literalmente empurravam-nos) com vida fácil, dinheiro barato, bens acessíveis - e quem não gosta de experimentar? _; hoje condenam-nos por termos querido aquilo que nos impingiam a todo a hora!

Mais do que tudo, precisamos que nos nos dêem um objectivo real, informação credível e nos deixem pensar por nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)


calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Who's among us?




Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D