Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Gentileza #4 - Os efeitos secundários do episódio Clã/Fã

por titi, em 18.02.17

Eu ter ficado a achar a Manuela Azevedo uma pessoa encantadora e a achar os Clã a melhor banda do mundo.

 

Ter ido comprar o CD do Disco Voador porque depois do que se passou seria incapaz de circular por aí com um CD sacado da net que não tinha pago.

 

O António ter ficado (ainda mais) a achar que qualquer pessoa do mundo está à distância de um cumprimento, de uma carta ou de um email e que todas as pessoas são generosas e acessíveis e disponíveis para conversar o que, cá para mim, é uma boa coisa para se acreditar porque, se não é assim, devia ser e não há ninguém, em nenhuma área do conhecimento nem na vida em geral, que mereça ser considerado de maneira diferente de qualquer outra pessoa.

 

Last but not least, o Vasco abandonou finalmente o sonho de sempre de um dia ser maquinista de comboio porque agora quer antes ter uma banda e tocar baixo. Amén, meu filho.

 

E desculpem qualquer coisinha que já devem estar a deitar esta história pelos olhos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Gentileza #3

por titi, em 16.02.17

Há duas semanas voltámos ao Fã. Um bocado excessivos, poderão pensar, e somos. Mas tinhamos gostado tanto, sabiamos que provavelmente não iamos ter outra oportunidade porque a temporada estava a chegar ao fim, tinhamos feito tanta publicidade entre os amigos que lá fomos nós, desta vez na companhia de uma data de amigos.

Desta vez já sabiamos acompanhar as canções e foi tão giro como da primeira vez. No fim, nova romaria à saída dos artistas. O primeiro a sair foi o Miguel do MiniPortobelo, que olhou para aquela tropa toda ali à espera, olhou outra vez e disse:

- António! Estás cá outra vez, pá?

E deu-lhe uma grande bacalhauzada e um high five.

Miúdo radiante e um tanto aparvalhado.

Continuaram a sair membros do elenco e a dizer olá e a aviarem autógrafos àquela pequenada toda. Muito simpáticos. O Hélder Gonçalves ficou até a fazer um bocado de conversa e a contar coisas sobre a concepção da peça e as experiências giras que tinham tido com as visitas das escolas. Às tantas disse aos miúdos:

- Não é a mim que vocês querem, pois não? Vou ver porque é que a Manuela está a demorar tanto.

Finalmente apareceu a Manuela que, coitada, lá estava a arranjar-se e a tratar da vida dela e ainda disse:

- Oh, desculpem, se eu soubesse que estavam aqui tinha saído mais depressa..

E depois olhou para eles, olhou, olhou outra vez e ...

- António! És o António, não és? Não me digas que és tu o António que nos mandou um email!

E o dito António não sabia onde se havia de meter de tão atrapalhado.

- Nem imaginas como gostámos do teu email, mandei-o para toda a equipa e todos ficaram muito contentes.

E deu-lhe um grande abraço.

 

Porque é que eu estou aqui a contar esta história, poderão perguntar?

É que fiquei muito impressionada com a gentileza da Manuela Azevedo. Quero dizer, foram todos simpáticos e pacientes, se calhar estavam era cheios de pressa para irem tratar das suas vidas e trataram os miúdos, os meus e os outros, com toda a simpatia e fizeram conversa e tal mas a Manuela foi tão querida, tão querida, tão afectuosa. O António pode ser o nosso tesouro mas para ela era só um miúdo qualquer que se lhe atravessou no caminho, não tinha de o tratar assim.

Mas tratou e este episódio em três partes teve vários efeitos secundários.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Gentileza #2

por titi, em 14.02.17

Lá continuámos com a nossa vida, dizia eu. No caso do meu filho mais velho, continuar com a vida inclui dedicar um tempo considerável à correspondência.

Oferecemos-lhe um computador no último aniversário e um dos grandes interesses que ele tem na vida é a troca de emails com amigos e familiares. Eu estou sempre à coca, claro, verifico regularmente com quem anda a corresponder-se, o teor dos emails que manda e recebe e se não anda a ser inoportuno. O que constato é que, da agenda de contactos já considerável do meu pequeno, não há ninguém que não seja amoroso e não ache graça ao facto de ele gostar de escrever às pessoas e, desculpem lá, escrever maravilhosamente. A sério, desculpem lá o armanço mas ainda ontem li um email enviado por um responsável por um departamento da Câmara do Porto e pensei que o António, com 9 anos, faria muito melhor que aquilo. Isto diz um bocado de quão bem ele escreve e quão mal escrevia o funcionário da Câmara.

Adiante.

O António, no seu afã de correspondente, perguntou-me se podia enviar um email para o endereço que está no site dos Clã a dizer que tinha gostado muito do Fã e não vi porque não, disse que sim e ele lá mandou.

Uns dias depois, a resposta.

ma.jpg

Fiquei tão sensibilizada com esta resposta tão amorosa! É que podiam ter respondido, ter sido simpáticos, mas esta resposta é muito para lá de simpática, é gentilíssima. Claro que o miúdo ficou contentíssimo.

Mas a história não acabou aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Gentileza #1

por titi, em 11.02.17

No início de Janeiro, fomos os quatro ao Teatro Carlos Alberto ver um espectáculo cujo conteúdo não tínhamos percebido muito bem quando vimos o cartaz.

fa.jpg

 

Teatro? Concerto? Não sabiamos. Fomos porque o António e o Vasco adoram os Clã. Passámos Agosto ao som do Disco Voador - e isso é dizer muito porque em Agosto passámos muito, mesmo muito tempo no carro. Nós adultos, nem éramos muito fãs, embora achasse a Manuela Azevedo uma vozeiraça e o Hélder Gonçalves um grande arranjador. Os outros elementos da banda, para dizer a verdade, nem conhecia.

Ora lá fomos e ... adorámos. Afinal era uma peça de teatro musical, escrita pela Regina Guimarães (portanto condenada a ser boa), encenada pelo Nuno Carinhas, com direcção musical do Hélder Gonçalves. É a história de uma aspirante a actriz muito cheia de minhoquices, a ensaiar num tetaro onde estão sempre a acontecer coisas estranhas que afinal são causadas pelo fantasma do teatro - um fantasma muito giro - que queria chamar a atenção da estrela. Tudo em bom, entremeado por muitas canções, pelos Clã e pelos outros actores.

O texto é muito simples e muito bonito, as canções têm a garra que é o que mais gosto nos trabalhos dos Clã e acho que posso dizer que foi a primeira vez que gostei realmente de uma peça de teatro para crianças.

Não me envaideço particularmente disso mas a verdade é que os teatros a que vou com os meus filhos quase sempre me enfadam, acho tudo muito cutchi cutchi e muito feito-para-pequeninos e desta vez senti-me num espectáculo que interpela toda gente, independentemente da idade.

Adiante que não era nada disto que eu queria contar.

No fim da peça o António pediu para ir cumprimentar o elenco - não há espectáculo em que não o faça - e lá fomos nós esperar para a saída dos artistas. Foram todos muitíssimo simpáticos, mesmo muito, e o António até ficou um bocado emocionado porque reconheceu o Miguel, teclista, que é um dos organizadores do MiniPortobelo, de que somos frequentadores. Lá tirámos a foto da praxe e seguimos com a nossa vida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Who's among us?




Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D